Surto Entrelinhas

Arrumar o quarto: significava perder muito tempo jogando papel e outros trecos no lixo e deixar de fazer alguma coisa mais legal (principalmente no meu caso: sábado a noite). Por outro lado, minha arrumação é meio que o meu divã obrigatório.

Meu quarto é o lugar onde mais guardo historias e segredos. A gente puxa uma gaveta e joga um namorado, pega um cabide e coloca aquela roupa que tanto marcou um encontro, a gente abre uma caixa e revive umas cenas que a gente nem lembrava mais. Você ri do nada (e a sua irmã te olha com uma cara meio desconfiada sem saber o que está se passando). Você encontra rostos conhecidos e outros que se tornaram desconhecidos. Recados escritos a mão que contam mais que histórias: contam quem você é, foi ou deixou de ser.

Reencontrei um ex-namorado e ele vai bem. Com aquela cara amarga dele que já estava ali e eu é que não via. Senti vontade de ligar para alguns amigos e saber como eles estavam depois de tanto tempo, senti vontade de chorar pelo tempo tão bom que não volta mais.

Além dos trecos e fotos velhas que não me valiam mais, eu joguei fora coisas que um dia foram importantes. Ou que ainda são importantes e necessárias. E se uma caixa daquela me fizesse feliz ainda por algum motivo idiota? Mas ainda assim a joguei fora sabendo que cada caixa que vai embora é (no mínimo) um aprendizado. As caixas vão, mas a gente fica, fica mais forte, fica com mais saudades. As caixas vão embora, mas isso tudo fica.

Photo 30.Junho |Notes: 4 | Reblog this!
Página 1 de 1


https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/535456_4263504158412_1814116055_n.jpg
Surto Entrelinhas ♛
Se tiver que amar, ame hoje. Se tiver que sorrir, sorria hoje. Se tiver que chorar, chore hoje. Pois o importante é viver hoje. O ontem já foi e o amanhã talvez não venha

views